Zurique vista do alto!

Eu sou completamente LOUCA por mirantes. Medo de altura definitivamente não faz parte de mim, então claro que ao pesquisar o que fazer em uma cidade eu sempre tento colocar umas “vistas do alto” no programa. Se conseguir conciliar com um pôr-so-sol e sorvete então, prepare-se para ver uma criança saltitante #vergonhosoporémverdade. Em Zurique não deu pra fazer o combo vista incrível + pôr-do-sol porque ia atrapalhar outros programas, mas em compensação aproveitamos dois locais com vistas lindas da cidade praticamente de graça!

DSC_1659DSC_1672

O primeiro ponto é a pequena colina na região de Lindenhof, bem no centro da Altstadt! Apesar de estar apenas 25m acima do rio Limmat, a praça Lindenhof oferece uma vista belíssima da cidade, de graça, e sem muitas complicações tipo um milhão de degraus.

DSC_1702Quem é preguiçoso também consegue subir ;)

Essa área também é a mais antiga de toda cidade – artefatos da Idade do Bronze foram encontrados por ali, a área já foi ocupada por um forte romano que depois de anos virou um castelo, algumas casas na região datam do século XII e no século XV tornou-se o único lugar público de lazer dentro dos limites da muralha da cidade.

IMG_0838

Se isso não for o bastante para te fazer visitar Lindenhof.. Dá pra jogar xadrez gigante por lá! :)

DSC_1696 DSC_1678

Mas o mirante mais incrível que visitamos é esse aí de baixo. As torres gêmeas da Grossmünster fazem bem mais do que embelezar a paisagem, e do alto de uma delas é que tivemos a vista mais maravilhosa da cidade – bem no primeiro dia, com direito a aniversário, calor e céu azul. <3

DSC_1664Grossmünster vista de Lindenhof!

DSC_1359DSC_1130

Segundo a lenda, o cavalo do imperador Carlos Magno misteriosamente empacou em um local onde depois seriam encontradas as tumbas dos santos padroeiros de Zurique, Felix e Regula – que foram decapitados lá pelo século III e supostamente se levantaram, pegaram suas cabeças (!!!) e andaram mais de 40 passos colina acima, onde finalmente rezaram (!!!!!) antes de morrer -, então para marcar esse milagre (?), o imperador ordenou que uma igreja fosse construída no local. A construção em estilo românico começou por volta de 1100 e demorou uns bons cem anos para ser finalizada.

DSC_1139DSC_1137Vista do pátio da Grossmünster. Eu disse que não conseguia parar de tirar foto da torre azul da Fraumünster..

Localizada numa colina 15m acima do rio Limmat, a Grossmünster também foi o centro do movimento reformista na Suíça no começo do século XVI. Fotos não são permitidas dentro da igreja, mas desconfio que 99% dos turistas nem estão interessados.

DSC_1140 DSC_1150

Um incêndio destruiu as torres originais, que foram substituídas no século XVIII, e é do alto de uma delas (187 degraus beeeem claustrofóbicos, apertados e angustiantes depois) que você pode ter essa vista:

DSC_1191DSC_1158

Com direito aos alpes suíços ao fundo e o Lago Zurique brilhando, se for um dia de sol <3

DSC_1177DSC_1187DSC_1215Assanhada porém feliz xD

DSC_1164

O mais legal é que dá pra ver a cidade de todos os lados! Ao chegar no topo da torre são quatro portas com mirantes em cada uma – além de facilitar porque não fica LOTADO e ninguém consegue tirar foto de nada, oferece uma vista 360 graus de Zurique.

DSC_1205DSC_1223A prefeitura da cidade (Rathaus) com essas aberturas para barcos estacionarem (!!) antigamente.

A gente não conseguia parar de sorrir e dizer “uau, uaaaauuu” com a arquitetura, o rio, as igrejas, o céu, o movimento da cidade acontecendo, o sol brilhando… E tudo isso por apenas três euros. Zurique, me espera que um dia eu quero ver o pôr-do-sol ;)

DSC_1220

Mirante da Grossmünster
Grossmünsterplatz
8001 Zürich
Segunda – sábado das 10 às 17h / domingo das 12:30 às 17:30h (fecha mais cedo no inverno). CHF 4 / €3

22/04/14

RELATED POSTS