Com emoção?

“Eu me arrependi. Me arrependi de não ter comprado ingressos, de não ter tirado férias, de não estar hoje em Porto Alegre e amanhã em Manaus. De não poder torcer ao vivo pelo Brasil, pela Austrália ou por Gana. Me arrependi de ter ficado de mimimi na hora errada.”

A Copa dos arrependidos‘ define exatamente como eu estou me sentindo.

Nós planejávamos viajar para o Brasil em 2014 durante a Copa, mas como a família de Nic vai com a gente na próxima viagem e a afilhada dele ainda está na escola, não dava pra viajar fora do periodo de férias escolares.. O tempo passou, todo mundo protestou contra a Copa e todos os outros problemas do Brasil (inclusive a gente!), e apesar de toda a revolta ser justificada, somos brasileiros e o espírito que nos resume é “tem limão? Vamo fazer uma capirinha!” né?

A Copa chegou e sem brincadeira nenhuma, nos primeiros dias eu não estava nem conseguindo me concentrar no trabalho! Era tanta notícia, especulação, comentário no twitter dos jogos passados e futuros, apostas no bolão e todo mundo planejando onde assistir aos jogos, eu não conseguia pensar em outra coisa! Além de estarmos aqui tristes e roendo as unhas porque não pudemos estar lá, nem que fosse pra presenciar as festas de rua e gritar junto com todo mundo, tem toda a sensação de estar perdendo uma festa histórica no meu país que pode não acontecer de novo em muuuuuito tempo. Frustração total.

Me digam.. COMO não amar uma Copa cheia de notícias como essa?

enhanced-22417-1403308254-17

Ou isso aqui ahahah

enhanced-11867-1403306514-4

(Imagens via BuzzFeed)

Sem esquecer do repórter que entrevista o Felipão errado e publica no jornal, os hinos alternativos das seleções, gente vendendo o ar das cidades e mais mil outras coisas.

Daí que eu acordo no dia do segundo jogo do Brasil, com um namorado que geralmente é super quieto andando LOUCO pela casa e dizendo “vamos pro Rio, vamos pro Rio! Vamo passar o final de semana no Rio!”  e tentando explicar que as próximas copas serão sem graça, depois vamos estar velhos e entrevados e aí não vai mais ter tempo e tínhamos que ir pra final no Rio A-G-O-R-A. Oi? Largar tudo, torrar o dinheiro e ir pro Rio?

Óbvio que levei uns 10 minutos pra acreditar que ele não estava delirando depois do combo futebol até tarde + acordar cedo já pensando na próxima partida (eu sou o lado planejadora de loucuras da relação, não ele!!!), mas é isso! Num momento de loucura total, boa parte da poupança pros planos futuros foi gasta investida em passagens pro Rio de Janeiro, antes mesmo de marcar férias (logo agora que eu tô trabalhando em dois lugares ahahah oh god), em plena final da copa do mundo no Brasil. E aí foi minha vez de passar o dia – ou a semana – tremendo e pulando porque VAMOS ESTAR LÁ, [email protected]

Claro que não temos ingresso pro jogo, já estamos sonhando só por estar em solo brasileiro comendo coxinha, bebendo guaraná e gritando pra quem quer que esteja na final. Mas tem que ser Brasil, claro. E não poderíamos estar mais satisfeitos, afinal, o que vale mais, juntar um dinheirinho ou construir um milhão de memórias na que promete ser a viagem de fim de semana mais louca dessa vida? :)

RELATED POSTS