Sky Garden: pra ver Londres do alto sem pagar nada!

DSC_1142

Sky Garden: Pra ver Londres do alto sem pagar nada!

Sky Garden: Pra ver Londres do alto sem pagar nada!

Londres tem muitas opções pra quem gosta de ver a cidade do alto, e mesmo estando aqui há apenas dois anos já deu pra acompanhar o burburinho quando vai abrir um novo bar ou restaurante nas alturas. Só que tem um problema: os mirantes tipo London Eye e The Shard cobram um ingresso salgado (tô falando de você e suas 25 libras, The Shard) ou então são bares caros e restaurantes badalados como o Sushi Samba e acabam virando um programa pra fazer beeem de vez em quando…

Mas agora os problemas dos turistas (e moradores) quebrados acabaram, em janeiro o Sky Garden abriu oferecendo vistas de Londres de graça!

DSC_1228DSC_1179Mesinhas e sofás na área do bar

O Sky Garden fica no topo do empresarial 20 Fenchurch Street (carinhosamente chamado de Walkie Talkie por causa do seu formato esquisito – e sim, é o mesmo prédio que virou notícia por derreter carros no verão!), no distrito financeiro e bem perto da estação Monument.

IMG_5296

O prédio ficou pronto ano passado e esse ano abriram o tão esperado espaço dos andares 35, 36 e 37, que abriga um bar e dois restaurantes rodeados pelo “jardim”. Entre aspas porque, apesar de genial, não dá pra ir esperando um Hyde Park com crianças brincando e centenas de plantas diferentes – isso inclusive gerou várias críticas porque o resultado não parece em nada com o oásis verde e florido (imagina que maravilha se fosse assim!) que foi proposto no projeto.

Dizem até que um dos argumentos para aceitar interferir no skyline dessa área histórica e aprovar a construção do Walkie Talkie era o espaço público com jardins temáticos acessíveis a todos (uma coisa meio jardins da Babilônia moderna) que a região ia ganhar, mas como dá pra ver nas fotos não foi o que acabou sendo construído.

DSC_1157DSC_1143Pracinhas ao longo dos jardins

E já que estamos falando primeiro dos problemas, o Sky Garden também não é assim tããão público vai – apesar de ter entrada gratuita é preciso agendar a visita com no mínimo 3 dias de antecedência, só são permitidos grupos de até 6 pessoas e pra entrar todas as bolsas (mochilas não são permitidas) passam pelo raio X numa segurança digna de aeroporto.

Também não são permitidos líquidos ou comida, tem que chegar na hora senão perde seu slot e todo mundo tem que passar pelo detector de metais. Ufa!

DSC_1172DSC_1181

Não é exatamente um jardim em que dá pra passar a tarde quando o tempo abre do nada e tomar uma jarra de Pimm’s fazer um piquenique com os amigos, né?

Mas apesar desses acidentes de percurso que prejudicaram o que o Sky Garden poderia ter sido, ainda assim é um lugar lindo pra visitar e com certeza voltarei muitas vezes! Até porque estava fazendo um tempo tão feio no dia em que fomos, eu tinha marcado a visita bem no horário do pôr do sol mas não vimos nada #fail rs.

DSC_1145DSC_1140

Na verdade só dava pra ver os prédios mais próximos, estava chovendo tanto e tão nublado que nas fotos da cidade à distância só dá pra ver as gotas de chuva no vidro. Estou bem ansiosa pra voltar agora na primavera, no verão, no outono, de manhã, pro pôr do sol e quantas vezes mais der vontade – as, as maravilhas de uma atração gratuita :-)

DSC_1148DSC_1144Dois dos outros prédios apelidados de Londres: o Cheese Grater e o Gherkin!

Pra quem quer comer por lá é imprescindível fazer reserva – o restaurante mais simples fica nessa caixa de vidro que corresponde ao 36º andar e se chama Darwin Brasserie, com um menu mais acessível (em torno de £11 pela entrada e £18 pelo prato principal). E o restaurante mais badalado Fenchurch Seafood Bar & Grill fica no 37º andar, no bloco de vidro acima da Brasserie, é todo trabalhado no caviar e sinceramente achei que seria mais caro.

Uma maravilha de Londres é que todo restaurante tem menu online e dá pra se programar certinho sem ter surpresas – eu por exemplo acabei de ver que um jantar no Bar & Grill não está fora de cogitação, veja que maravilha ahaha alô namorado!

DSC_1224DSC_1221

Mas pra quem só quer tomar uma pint apreciando a paisagem, o Sky Pod Bar fica no térreo dos jardins e tem várias mesas e sofás. Não bebemos nada por lá mas o preço é condizente com o lugar, não espere pagar menos de £11 por um cocktail por exemplo.

DSC_1236Sky Pod Bar e The Shard iluminado

DSC_1230DSC_1215

O ingresso dá direito a 90 minutos no jardim mas não vi nenhum funcionário controlando isso, não sei se porque o dia estava feio e não tinha muita gente por lá ou se eles só informam esse limite no ingresso pra ninguém ir planejando passar o dia inteiro.

Também é importante notar que o Sky Garden não é totalmente fechado nem tem aquecimento – se tiver frio lá fora vai estar frio dentro! Mas essa também é uma das graças do projeto, oferecer indoors um jardim que replica o tempo e a estação do ano do lado de fora.

DSC_1195DSC_1201

O Sky Garden abre todos os dias da semana, faça chuva ou faça sol, pra oferecer vistas 360º deslumbrantes de Londres. As vistas deslumbrantes eu preciso voltar pra conferir, mas só de passear pelo jardim e ver a cidade se iluminando aos poucos lá longe já valeu a pena!

  • Vai viajar? Reserve seu hotel no Booking.com usando o link ou banner do blog. Além de oferecer segurança, super promoções e a opção de cancelamento gratuito, você ainda me ajuda a manter o Sete Mil Km no ar sem pagar nada por isso. Muito obrigada! :-)
  • Me siga nas redes sociais para acompanhar todas as viagens e dicas em tempo real: InstagramYouTubeSnapchatFacebook e Twitter. Também compartilho muita inspiração de viagens que fiz e quero fazer no Pinterest do blog!

RELATED POSTS