Imagine um templo no alto de uma colina, cercado de árvores e com quase 13 mil esculturas douradas. O Ten Thousand Buddha Monastery é uma das atrações mais fascinantes de Hong Kong!

Mosteiro dos Dez Mil Budas (Ten Thousand Buddha Monastery), Hong KongMosteiro dos Dez Mil Budas (Ten Thousand Buddha Monastery), Hong Kong

Quando comecei a pesquisar sobre Hong Kong, um dos lugares que mais tive vontade de conhecer foi o Ten Thousand Buddha Monastery, ou Mosteiro dos Dez Mil Budas, que fica um pouco fora da rota turística. Não é o tipo de lugar que dá pra visitar rapidinho entre uma atração e outra como os outros templos de Hong Kong, mas recomendo demais tirar uma manhã pra fazer a viagem até a vila de Pai Tau e conhecer esse templo.

A história do Mosteiro dos Dez Mil Budas


Preciso começar dizendo que o mosteiro não é um mosteiro “de verdade” – afinal, não existem monges morando lá em cima. O complexo começou a ser construído nos anos 50 por um budista devoto, Yuet Kai, que inicialmente planejava fundar um local para compartilhar os ensinamentos do budismo.

O Mosteiro dos Dez Mil Budas (ou Ten Thousand Buddha Monastery) é uma das atrações mais inusitadas de Hong Kong. Descubra a história do lugar, como chegar e veja muitas fotos do templo no blog Sete Mil Km. #HongKong #Viagem

O Mosteiro dos Dez Mil Budas (ou Ten Thousand Buddha Monastery) é uma das atrações mais inusitadas de Hong Kong. Descubra a história do lugar, como chegar e veja muitas fotos do templo no blog Sete Mil Km. #HongKong #Viagem

Clique para ler todos os posts sobre Hong Kong

Mosteiro dos Dez Mil Budas (Ten Thousand Buddha Monastery), Hong Kong

Eventualmente ele decidiu construir um templo, que ficou pronto alguns anos antes de sua morte em 1965. O corpo de Yuet Kai foi embalsamado na posição de lótus e hoje pode ser visto numa caixa de vidro em frente ao altar do salão principal.

O Mosteiro dos Dez Mil Budas exemplifica perfeitamente aquela história que “o que importa é a jornada, não o destino”. A escadaria de mais de 400 degraus montanha acima está decorada com mais de 500 budas, cada um diferente do outro, indo de formas mais simples até esculturas super detalhadas quando vamos chegando perto do topo da colina.

Valeria a pena ir até lá só para ver as esculturas da escadaria, e ficamos tão deslumbrados com o caminho que nem esperamos muita coisa quando chegamos lá em cima…

E aí vem o choque: o salão principal é mais incrível ainda! É nesse salão onde ficam os tais dez mil budas (que em cantonês é só uma expressão para dizer que tem buda a perder de vista), que na verdade são quase treze mil!

As paredes altíssimas do salão estão cobertas de prateleiras com pequenos budas, mais um vez diferentes uns dos outros, e fiquei arrepiada de entrar ali e ver a riqueza de detalhes. Mais uma vez, o cheiro de incenso e as rezas ritmadas saindo da caixa de som me transportaram pra uma outra dimensão, onde o tempo parece passar mais devagar. Infelizmente nesse lugar não podemos filmar ou tirar fotos, então você vai ter que ir para ver com seus próprios olhos! :-)

Mosteiro dos Dez Mil Budas (Ten Thousand Buddha Monastery), Hong KongMosteiro dos Dez Mil Budas (Ten Thousand Buddha Monastery), Hong Kong

Além do salão principal, no alto da colina você também vai encontrar uma pagoda de nove andares onde dá pra subir, muitas esculturas e mais dezenas de budas dourados. Depois de explorar cada cantinho do templo, não deixe de continuar subindo para ver as partes mais novas do complexo onde ficam mais alguns salões e esculturas. E claro, tirar muitas fotos da vista!

Como chegar no Mosteiro dos Dez Mil Budas


Não se assuste com o trajeto que o Google Maps vai te mostrar: apesar da demora, chegar lá de transporte público é bem fácil. Basta ir de metrô até a estação de Sha Tin (no nosso caso precisamos trocar de linha duas vezes e o trajeto durou uns 40 minutos) e depois caminhar mais 10 minutos até o começo da escadaria.

Mosteiro dos Dez Mil Budas (Ten Thousand Buddha Monastery), Hong KongMosteiro dos Dez Mil Budas (Ten Thousand Buddha Monastery), Hong Kong

Essa parte do trajeto não é nada sinalizada e não tem tantos turistas assim para a gente apenas “seguir a manada”, então pegue a saída B da estação (depois de comprar uma garrafinha de água, vai ser muito útil mais tarde!), vire à esquerda descendo a rampa e siga em frente ao longo da avenida até chegar em um shopping. Na rua do shopping, vire à esquerda e logo depois vire à direita – no final dessa rua empresarial você vai chegar numa trilha com cara de abandonada, mas não se preocupe que esse é o lugar certo!

A entrada do complexo é gratuita e ele está aberto todos os dias, basta preparar a câmera e começar a subir :-)

  • Vai viajar? Reserve seu hotel no Booking.com usando o link ou banner do blog. Além de oferecer segurança, super promoções e a opção de cancelamento gratuito, você ainda me ajuda a manter o Sete Mil Km no ar sem pagar nada por isso. Muito obrigada! :-)
  • Me siga nas redes sociais para acompanhar todas as viagens e dicas em tempo real: InstagramYouTubeSnapchatFacebook e Twitter. Também compartilho muita inspiração de viagens que fiz e quero fazer no Pinterest do blog!

SaveSave

RELATED POSTS

  • Michela Borges Nunes

    O que fico mesmo imaginando é como deve ser lindo o local onde está este monastério. Um colina com muitas árvores, uau, deve ser lindo demais! Gostei das dicas e do post.

  • RêVivendo Viagens

    Cara, que impressionante esse lugar! Haja imagem de Buda, hein? haha
    Só não entendi uma coisa… o templo chama 10 mil estátuas de Buda mas, na verdade, são 13 mil. É isso mesmo? rs Tipo 3 mil estátuas de brinde?

    • Pelo que pesquisei, a expressão em cantonês que usam pra falar 10 mil seria tipo o nosso “que não acaba mais”. Seria engraçado se o nome fosse Mosteiro com Tanto Buda Que Não Acaba Mais ahahah

  • Andrea Toptour

    A diversidade de cultura entre os povos é realmente uma coisa que me encanta demais. Adorei o seu relato sobre o lugar e os coloridos das fotos estão especiais. Parabéns.

  • Lívia Aguiar

    O que eu mais gostei nesse passeio foram as cores impressionantes dos templos! Muito vermelho, muitas flores, muitas estampas – e claro, dourado por todo lado! lindíssimo

  • Alessandra Fratus

    Que lugar surreal. Eles parecem estar ali, fixos vigiando e olhando pra gente. Surreal! O tipo de lugar que eu adoro conhecer e fotografar! Ótima dica. Quero muito conhecer!

  • Malas pra que te quero

    Uau!! 13 mil esculturas é demais!!! Ainda não consegui imaginar como elas estão todas num lugar só… tem algumas tamanho pocket, né? kkkk
    Que lugar maravilhoso! Amamos as fotos!