Pré-casamento

Chegar no Brasil duas semanas antes do casamento foi uma decisão muito acertada. Planejar um evento tão cheio de detalhes à distância é complicado, então saber que teríamos esse tempo pra resolver pendências foi imprescindível para nos deixar mais calmos (na medida do possível haha) o ano todo.

Brasil-Dec-2016_5

A felicidade da pessoa matando a saudade do irmão, da prima, e do Cheddar xD

O primeiro compromisso estava marcado pra logo depois do natal – minha prova de cabelo e maquiagem! Eu já tinha fechado com Alice Melo há meses por indicação da nossa assessora Vanessa Amorim, mas ainda não a conhecia pessoalmente. Preciso dizer que tenho pavor de certas maquiagens de noiva que vejo por aí, sei que tudo é uma questão de gosto mas não me imaginava casando com uma maquiagem super extravagante ou diferente do meu normal, que não parecesse eu, sabe?

Alice entendeu bem o que eu queria e me senti uma diva maravilhosa já na prova do make ahahah queria acordar assim todo dia, comofas?!

Maquiagem de casamento

Olhos em tons de cobre e marrom, delineado e boca natural = 100% eu!

Pro cabelo eu inicialmente queria algo meio solto e meio preso, mas casando na praia o meu cabelo fininho “meio solto” rapidamente ia se transformar em “completamente bagunçado”. Optei por um coque baixo o mais irregular possível (mas que ainda não fosse desmanchar muito quando eu começasse a pular) e pra finalizar o penteado usei essas flores de madrepérola da Debbie Carlisle que foram amor à primeira vista. Foi difícil escolher qual comprar porque são muitos modelos incríveis, e ainda mais complicado criar coragem pra pagar ahaha tentei até o último minuto achar algo mais barato e que eu amasse tanto quanto, mas não adiantou!

Acessórios de casamento

Acessórios de cabelo, brincos, alianças, meu something blue e moedinha de six pence pra dar sorte!

Da prova de make fui direto pra dermatologista – a pessoa começa a tarde maquiada de noiva e termina com um peeling amarelo horroroso na cara ahahah. Depois da tragédia que foi aquela reação alérgica que eu mencionei no post da retrospectiva de 2016, só os peelings me salvaram. Fiz um ultra-mega-power em junho quando passei em Recife, um mais leve em agosto quando fomos pro Brasil pras olimpíadas e esse levinho pra me preparar pro casamento. Ainda tenho algumas manchinhas e sigo com a medicação, mas bendita a hora que inventaram essa história de passar ácido na cara, viu? ahaha O resultado é tão bom que pretendo fazer um por ano quando for em Recife, só pra manutenção.

No dia seguinte os compromissos continuaram com reunião com o decoradorAnderson Barbosa – e cerimonial. Acertamos os últimos detalhes da decoração, surgiram umas ideias de última hora (tipo comprar bolos e doces regionais pra mesa dos digestivos, colocar uma plaquinha de Mr. & Mrs etc.), e lá vai Thaís procurar fotos pra imprimir e comprar porta-retratos bonitos aos 45 do segundo tempo! xD Aproveitamos que os amigos/padrinhos de Nic ainda estavam em Londres pra comprar algumas coisas na Amazon e eles trouxeram, mas também achamos uns porta-retratos liiiindos na Etna.

Decoração casamento na praia

À medida que o casamento foi se aproximando, as mensagens de “e aí? Tá nervosa?” chegavam pelo menos umas três vezes por dia. E olha, eu estava uma tranquilidade só! Muito mais empolgada do que ansiosa, feliz pro finalmente estar no Brasil, contando os dias pra viajar pra Porto de Galinhas e receber a família de Nic… Mas a calmaria durou só até primeiro de janeiro.

Brasil-Dec-2016_15

Assim que o ano virou e agora era oficialmente a semana do casamento, quem disse que eu conseguia dormir?! Passei tantas horas rolando naquele beliche da casa de praia que nem sei, analisando mentalmente cada item da lista de coisas pra fazer, com medo dos fornecedores não aparecerem no dia do casamento, de acordar dia 7 com uma tempestade na Praia dos Carneiros e não tinha toldo, uma situação mais mirabolante que a outra!

Essa angústia demorou uns 2 dias e eu mal conseguia aproveitar a praia de tão tensa que estava, até que Vanessa (assessora melhor não há, nossinhora!) conseguiu me convencer que tudo estava feito, que ia dar tudo certo, os fornecedores eram top de linha então não, eu não ia chegar no casamento e ver tudo desmontado! ahahah Fica o aviso pras noivas: comprem um bom calmante natural porque na semana do casamento é normal dar uma piradinha.

Sogra que traz presentinhos temáticos de casamento pra família toda <3

Voltamos pra Recife dia 3 e daí até a hora de irmos pra Praia dos Carneiros parece que tudo conspirava pra dar errado. Ok, um pouco de drama de noiva, mas me diga que noiva gostaria de estar morrendo de preocupação com a saúde do pai, sem saber se ele ia conseguir nem estar no casamento (quanto mais entrar comigo!), precisar ser guia turística dos convidados de fora, organizar coisas do casamento e ainda ter que sair pra procurar vestido de daminha DOIS DIAS antes? Tudo ao-mesmo-tempo-aqui-agora, porque perrengue só é bom assim! ahaha

Brasil-Dec-2016_20 Brasil-Dec-2016_1

A gente tinha comprado um vestido que ficou pequeno na afilhada de Nic e o que ela tinha trazido da Bélgica não combinava com o estilo do casamento, mas Vanessa nos salvou de novo (!). Indicou uma loja certeira, meus pais passaram lá e acharam um vestido em meia hora, nós desviamos a van do city tour entre um ponto turístico e outro pra parar lá e a costureira tirou as medidas de Camille. Por sorte resolvemos o problema do vestido, todo mundo comprou o que precisava (meu pai e meu irmão ainda não tinham nem sapato, Nic esqueceu de comprar o cinto… Ê, maravilha!) e chegamos em casa quinta à noite com tempo de fazer as malas e descansar…

Só que não!! Com tempo de ir dormir de madrugada escrevendo cartões de boas-vindas pros hóspedes da pousada! ahaha Entre escrever cartões, fazer mala morreeeeeendo de medo de esquecer alguma coisa e tentar dar um jeito no meu cabelo de uma semana na praia com muita máscara de hidratação, não sei nem que horas fomos dormir…

Brasil-Dec-2016_18Brasil-Dec-2016_21Cartões da nossa papelaria personalizada e Nic escrevendo em português <3

Mas aí a sexta chegou: dia de tirar o vestido do armário, dizer adeus pra casa dos meus pais e pegar a estrada de volta à praia, só que dessa vez pra casar. Mas guenta aí, que a véspera foi tão cheia de emoções que merece um post só pra ela! ;)

21/02/17

RELATED POSTS