No dia 7 de janeiro de 2017 eu acordei bem mais cedo do que gostaria. O alarme estava programado pra depois das 9h (que otimismo!), mas não era nem 7h quando pulei da cama e abri a cortina do quarto com um misto de medo e curiosidade.

Desafio qualquer noiva com um casamento a céu aberto – ainda por cima na praia! – a não se preocupar com o tempo, e apesar do céu meio nublado que vi quando abri a cortina me senti calma. Algumas nuvens iam se afastando rapidamente depois do que parecia ter sido uma noite de chuva, mas no mar o sol já brilhava, os coqueiros balançavam e a pousada aos poucos ia acordando…

A primeira surpresa do dia foi que não, eu não estava nervosa! Jurava que aquele pânico súbito de tudo dar errado ia voltar no dia do casamento, mas acordei tão, tão feliz, que acho que nem se tivesse chovendo eu tiraria o sorriso do rosto. Lembro de parar o que estava fazendo várias vezes naquela manhã, olhar ao meu redor pra capturar bem o momento e pensar: “car*lho, eu vou me casar HOJE!”

No café da manhã o tal do “e aí? Estão nervosos?” era a pergunta mais frequente, mas nós dois só conseguíamos sorrir e contar os minutos pra tudo começar. Andei um pouco pela pousada pensando na vida e tirando fotos, tentando absorver cada segundo, cada raio de sol e cada som daquele sábado.

Lembrar da sorte que foi nos conhecermos, de como foi difícil namorar à distância por um ano e meio, se adaptar a um novo país, uma nova rotina, uma vida de casal. Ver como amadurecemos e superamos tantos problemas nesses mais de 5 anos juntos; lembrar de cada viagem, pensar em tudo que o futuro ainda vai nos trazer, nos sonhos que queremos realizar, nos lugares que ainda vamos conhecer… Eu sabia que a energia daquele dia provavelmente nunca mais iria se repetir, e esses minutinhos de silêncio sentada na frente da pousada foram uma das partes mais gostosas da minha manhã.

Tudo pronto pra montagem da passarela que usamos na cerimônia

Já faz alguns anos que me pedem pra escrever um post contando como a gente se conheceu, mas eu sempre deixava pra depois porque ia ser um post muito encheção de linguiça – não tem muito o que dizer, né?! Então vou aproveitar o post do nosso dia pra matar a curiosidade de vocês: nos conhecemos pela internet! Mais precisamente numa rede social focada em música, o Tastebuds, que conecta pessoas com um gosto musical semelhante.

Era janeiro de 2011, eu estava numa fase “preciso conhecer gente e praticar meu inglês”, frequentando qualquer site que me conectasse com pessoas aleatórias pra bater papo, sabe? Como sempre sonhei em morar em Londres (e estava planejando visitar a cidade para um intercâmbio), selecionei ‘Londres’ como minha cidade no Tastebuds pra já ir vendo os boys disponíveis. Uma foto de Nic sorrindo apareceu e PLIM!

Podem me achar louca, mas me deu um frio na barriga e eu imediatamente pensei como seria lindo se a gente se casasse (oi?!?!!). Mandei uma mensagem dando “oi”, ele respondeu no mesmo dia e começamos a conversar todo dia pelo site, depois pelo Skype, mensagem de celular… Muitas cutucadas no Facebook depois, em julho eu vim fazer o tal intercâmbio em Londres.

Ele fez brownies pra mim, foi me buscar no aeroporto, me levou até meu alojamento e me fez chorar no travesseiro quando foi embora porque me tratou perfeitamente bem – só que como uma amiga. Sim, eu estava esperando uma declaração de amor no aeroporto e ele preocupado em ir com calma pra não me assustar! ahahah Mas ok, diferenças culturais à parte, dois dias depois estávamos namorando e o resto é história :-)

Pela realização de um sonho antigo de visitar Londres, por finalmente ter conhecido Nic pessoalmente e por toda aquela empolgação de começo de namoro (tendo como pano de fundo uma Londres ensolarada, oh my!), julho de 2011 sempre encabeçou a lista de momentos mais felizes da minha vida. Aquela lembrança que sempre dá um calorzinho no coração e nenhuma outra consegue chegar nem perto, sabe?

Mesmo depois de conhecer tantos lugares legais, me formar, realizar o sonho que parecia impossível de me mudar pra Londres, ficar noiva, casar no civil e tantas outras fases empolgantes na minha vida, eu sempre lembrava daquele mês como o auge da minha felicidade e realização pessoal… Até chegar o dia do nosso casamento :-)

Dramas de noiva: a cobertura deixou o esmalte vermelho bem rosa e não deu tempo de trocar!

Eu não achava que seria possível me sentir completamente eufórica e completamente tranquila ao mesmo tempo. Enquanto Alice fazia meu penteado, Clara tirava fotos e Bruna filmava, eu mal conseguia assimilar o que estava acontecendo ao meu redor de tão feliz. As conversas entravam por um ouvido e saíam pelo outro, mas eu só conseguia sorrir (inclusive pode ser um comentário clichê que dizem pra todas noivas, mas ouvi de alguns fornecedores que nunca tinham visto uma noiva tão feliz ahaha tem noiva em Recife casando forçada minha gente?).

Meu único nervosismo era ter que falar na frente de todo mundo, sempre tive pânico de falar em público e não estava muito animada pra ler meus votos gigantescos com 130 pessoas me olhando… Passei o texto pros cartões floridos da nossa papelaria e fiquei praticando, esperando terminarem meu penteado, o de mainha e da minha sogra pra gente poder tirar fotos…

…E morrendo de curiosidade pra saber o que Nic estava fazendo/sentindo/pensando enquanto a gente se arrumava no andar de cima. Acho maravilhoso que os fotógrafos incluam o making of do noivo no pacote, é tão legal depois poder ver o lado dele da história :-)

Pouco depois das 15h chegou finalmente a hora de colocar o vestido, o véu, retocar o batom e ficar no quarto toda pronta, esperando Nic subir. E claro, tirar muitas fotos! Eu não sabia muito bem o que fazer e também não curto fotos de casamento muito posadas, então fiquei ali pela varanda sorrindo, ouvindo os músicos ensaiando as músicas que escolhemos e cheirando meu buquê maravilhoso (não dá pra ser modesta com esse buquê!) <3

Mas não sei como as duas equipes tiveram paciência comigo, eu não conseguia parar quieta pra tirar foto nem filmar nada! Não sei fazer cara de paisagem com uma câmera enorme na minha frente, e agora já com os nervos à flor da pele eu só ficava repetindo como tudo tava lindo lá embaixo e sorrindo a ponto da boca doer! ahaha O único jeito de descrever meu estado de loucura é “drogada de felicidade”.

Aí vão mais algumas fotos oficiais, porque sim, eu estava me sentindo ma-ra-vi-lho-sa e não é sempre que o look do dia é um vestido de noiva né? :-)

Ah! Eu coloquei na cabeça que queria fazer o tal “first look”, só que com um porém: Nic não podia me ver! ahaha Alguém amarrou um tecido nos olhos dele e o coitado veio meio tropeçando até a varanda, só pra termos um minutinho a sós antes da cerimônia. E sim, quando eu digo a sós eu quero dizer com mãe chorando no quarto, assessora, fotógrafa e dois cinegrafistas, porque aqui tudo tem que ser documentado ;)

Nem lembro direito o que falamos nessa hora, o nervosismo de ter uma mini platéia assistindo enquanto ele próprio não podia ver nada era tão grande, que se ele falou três frases foi muito. Mas foi tão gostoso poder vê-lo todo lindo e arrumado, dar um beijinho e me despedir com um “see you at the altar”... Mesmo sem ser chorona não sei como consegui não derramar uma lagriminha sequer, fiquei me sentindo a noiva mais zen da história. Tão inocente, mal sabia como seriam as cenas dos próximos capítulos…!

RELATED POSTS

  • Anahí Rodrigues

    Comequefaz a noiva aqui a 98 dias do casamento ler esse post? Ela chora, óbvio! Thais do ceu que post lindo. To aqui ansiosa pra ler o post da cerimônia, pensando no dia do meu casamento…

  • Luiza

    Amei o post <3 a história de vocês é bem fofa sim, viu? e a noiva estava linda! muitas felicidades pra vocês! :)

  • Debora Perrotta

    Gente! Que post é esse?! Haha, coisa mais linda! As fotos estão INCRÍVEIS, você estava radiante e o buquê realmente maravilhoso. Amei a história (e parece muito com a minha, também conheci o boy num site de música haha) e só quem já viveu uma história a distância sabe o quanto é difícil! Muito amor pra vocês nessa nova fase! <3

    • *—* Obrigada!!! A gente sabe o perrengue que é levar um namoro à distância né?!

  • Manu

    Coisa mais linda! *_*

    Muito bom ler o post e reviver esse dia tão maravilhoso! <3333

  • Marla Rodrigues

    Não me canso desse casamento!!! <3

  • Miller Manteiga

    Aeeee, finalmente o post contando como vocês se conheceram, né? Também adorei que você postou fotos dos preparativos do noivo, achei legal.
    Beijos e felicidades :-)

  • Vasti

    Que gostoso ter todas as emoções desse dia registradas, amei o post e as fotos filhota! Tudo maravilhoso, inesquecível! ??

  • Thais Machado Picarelli

    cai de paraquedas aqui e estou muito feliz… obrigada xara… teu blog me ajudou muito muito muito… felicidades!