Retrospectiva 2014 e alguns desejos pra 2015

Acho importante esse hábito de parar pra pensar nos acontecimentos do ano. No que acertamos, o que poderíamos ter feito diferente, as áreas em que evoluímos, o que precisa ser revisto e quais os próximos passos pra chegar onde queremos. E sei que é um mega clichê e ninguém tem paciência pra ler posts gigantes de retrospectiva da vida alheia, mas o primeiro post de 2015 não tinha como não ser a retrospectiva de 2014, que já adianto que foi muito, mas muito melhor que 2013.

IMG_2280

Pra começar tenho que explicar uma coisa que acho que nunca falei abertamente com todas as letras aqui no blog: eu tenho uma leve gigante tendência à depressão. É o tipo de coisa em que eu tenho que prestar atenção constantemente, porque se der bobeira e deixar meus pensamentos/sentimentos fluindo livremente, eles tendem a me levar pra um lugar não muito legal e depois pra sair de lá (como qualquer pessoa que já teve depressão vai saber) dá MUITO trabalho. E justamente por isso 2013 foi um ano tão difícil – apesar de ter sido cheio de coisas boas e sonhos realizados, nem as coisas boas são fáceis quando seu maior inimigo está dentro da sua própria cabeça. Então se o adjetivo que definiu 2013 foi desafiador, 2014 foi um ano de aprendizado.

Aprender primeiro a me aceitar como eu sou, tirando proveito dos meus altos e procurando administrar os baixos. Também aprender que tudo na vida é um processo e por mais que seja difícil lidar com coisas que simplesmente aparecem na sua cabeça, eu também tenho controle sobre a situação – não é porque tive uma recaída que preciso deixar aquilo evoluir até chegar ao fundo do poço. Estou aprendendo que, tudo bem, é ok se a felicidade, os relacionamentos e de uma forma geral a vida não funcionarem pra mim como funcionam pras outras pessoas. Todo mundo tem suas limitações e ficar triste porque “queria que eu fosse diferente” não vai me levar a lugar nenhum, é muito melhor focar no que posso fazer e controlar.

IMG_2726Uma árvore aqui no prédio pronta pra primavera

Aprender também a respeitar as diferenças e ser mais tolerante nos relacionamentos, principalmente com meu namorado. A famosa fase de adaptação foi bem complicada por aqui porque praticamente já começamos a vida morando juntos (por morar em continentes diferentes nunca pudemos ter um namoro normal sabe? Só passamos a nos ver com freqüência quando eu me mudei pra Londres), e além disso o coitado já começou no nível hard vendo minhas piores crises. Claro que não viramos o casal perfeito nem nada do tipo, mas estamos aprendendo, nossa dinâmica tem melhorado a cada dia e se teve uma coisa que esses dois anos morando juntos me ensinaram foi que podemos contar um com o outro pro que der e vier, na saúde e na doença. And that’s what partners are for, right? :-)

IMG_00663 anos de namoro!

Em 2014 finalmente comecei a cuidar da minha casa, bem menos do que gostaria mas ei, tudo é um processo. Um dos desejos pra 2015 é focar nisso, nem que seja chamando uma cleaner de vez em quando se a vida estiver muito corrida ou nem eu nem o boy tivermos saco pra limpar, o que importa é não deixar a peteca cair.

IMG_5109Primeiro dia na Zara

Foi também em 2014 que comecei a tomar as rédeas da minha vida profissional, tendo umas conversas que me aterrorizavam com minhas chefes (que no final sempre saíam melhores do que eu imaginava e eu conseguia o que estava querendo – foi por causa de uma dessas conversas que agora só trabalho do escritório 3x por semana #win), procurando um outro emprego pra ganhar um dinheiro extra (trabalhei por umas 5 semanas de assistente na Zara, mas definitivamente não é pra mim ahaha) e aprendendo coisas novas que me deram um baita orgulho!

No momento além de trabalhar na revista estou fazendo um “freela permanente” de social media pra uma marca e me interessando bastante pela área. Dois acontecimentos que marcaram 2014 pelo lado profissional: primeira vez que fui visitar uma loja e entrevistar as donas sozinha, pra uma matéria que saiu na revista, e minha primeira viagem a trabalho sozinha.

IMG_3922Foto no espelho pra marcar o dia da visita à loja!

E também me dediquei bem mais ao blog, foram mais de 50 posts contra apenas 13 no ano anterior, e voltei a tomar gosto pela coisa. Comecei nesse mundo dos blogs desde que tinha uns 13/14 anos e já tive vários que fecharam, mas quero continuar com o Sete Mil Km porque escrever aqui (e reler depois de um tempo) me faz um bem danado!

Mas sem dúvida nenhuma 2014 marcou minha vida como o ano das viagens, nunca viajei tanto quanto no ano passado! E tenho que botar um resumo de todas aqui porque abro um sorrisão quando lembro e vejo as fotos :-)

DSC_0045DSC_0249

Logo no dia 1 de janeiro fomos pra Bélgica com meu irmão e um amigo nosso, aproveitar o restinho do clima de ano novo na vila onde meus sogros moram e aproveitar pra visitar umas cidades. Fizemos bate-e-volta pra Bruxelas e Bruges, além de preguiçar em casa e todos aqueles paparicos que casa dos pais envolve.

Nem acredito que essa foi a única vez que fomos pra Bélgica em 2014, não sei como mas na correria do dia-a-dia e das outras viagens acabou passando batido e não marquei outra viagem pra lá. E sabe como é, se depender dos homens pra lembrar desses detalhes.. Só sei que fiquei me sentindo uma nora (pode ser nora antes de casar?) péssima por não ter prestado atenção nisso, principalmente porque fomos ao Brasil três vezes!

IMG_9194Nota mental: no futuro, visitar a Bélgica pelo menos 2x por ano

Depois que meu irmão voltou pro Brasil já aconteceu a segunda viagem do ano: um final de semana em Dublin! E aí começaram as viagens a trabalho, com aquela feira de negócios em Paris e umas semanas depois a que acontece em Birmingham.

DSC_0290

E pra comemorar nosso aniversário em fevereiro teve a terceira viagem: Suíça! Nem acredito que pegamos esse dia liiiiindo de sol em Zurique, e pra fechar a celebração fomos ao show de Laura Pausini (que pro boy foi uma tortura, acho que tô devendo um aniversário pra ele até hoje ehehe). E o próximo destino da viagem foi também a minha primeira vez subindo uma montanha com teleférico, neve e tudo o que tem direito..

DSC_1106IMG_3791DSC_1939Luzern não decepcionou e me fez ter ainda mais vontade de esquiar!

E finalmente março chegou e com ele o dia de viajar pro Brasil! Não via meus pais desde julho do ano passado, estava morreeeeendo de saudades e fomos passar uns dias em Recife. O que na prática significa pouco tempo em Recife e vários dias em alguma praia bebendo água de coco, fazendo churrasco e repondo a vitamina D.. Mas principalmente esquecendo de tirar fotos em grupo, não achei nenhuma que tivesse todo mundo :(

IMG_2562

No final do mês fizemos um bate-e-volta pra aproveitar o tempo bom em Stratford-upon-Avon, e no começo de maio foi a vez de pegar um bronze em Formentera.

DSC_0495DSC_0296

Em julho voltei a Paris pra a segunda edição anual da feira de negócios, e pela primeira vez consegui dar uma escapada pra ver alguma coisa da cidade. O ponto escolhido foi a Torre Eiffel e cheguei bem a tempo do pôr-do-sol. Mas o que marcou julho foi a Copa do Mundo, não podia deixar de ser! Fizemos a viagem mais louca até hoje e fomos passar o final de semana da final no Rio de Janeiro.

DSC_0275_2 DSC_0568

E depois de mais uma feira em Birmingham chegou a viagem em família do ano: fomos pro Brasil de novo, dessa vez com meus sogros e a afilhada de Nic. E aproveitamos pra passar uns dias em Natal, Pipa e ver peixinhos em Porto de Galinhas (que ainda vai virar post!).

DSC_0732A família quase toda, meu irmão estava viajando >_<

Em setembro não teve viagem, mas em compensação teve o Open House London que foi tão cheio de atividades que praticamente valeu por uma, e aí em outubro chegou o dia de finalmente visitar Paris como turista. Novembro também foi um mês pra aproveitar Londres e em dezembro teve o meu primeiro mercado de natal germânico, em Colônia.

DSC_0735DSC_0105

Quando 2014 começou eu nem imaginava o tanto de coisa boa que aconteceria durante o ano, e o tanto que eu ia crescer. Encerro meus 23 anos uns cinco anos mais madura, de tão intenso que foi 2014.. Infelizmente esse ano não temos planos de viajar tanto assim porque o foco é outro (e estou tentando lidar com isso ahaha), precisamos juntar dinheiro pra sair do aluguel, mas já tem umas escapulidas planejadas porque ninguém é de ferro :-)

Vamos passar nosso aniversário na Bélgica, em algum ponto da primavera/verão visitar uma bff que está estudando em Lisboa, voltar a Formentera em agosto com meus pais e temos uns planos distantes de muuuuito talvez visitar a China e também passar natal e ano novo no Brasil. Colocando assim no “papel” nem parece que diminuímos o número de viagens né, dessas aí apenas a Bélgica já tem passagem comprada mas não custa sonhar!

DSC_0537Sempre tem um egoísta pra tapar a visão de todo mundo ahah

Pra 2015 não quero nada drástico, só continuar evoluindo no que já comecei (ok, e quem sabe ficar noiva ahahah). Aprender cada vez mais a ser uma versão melhor de mim mesma, cuidar da minha casa, de mim e do meu namorado. Ficar mais em contato com minha família e amigas no Brasil. Ser mais otimista e aprender a remoer as coisas boas. Sacudir o esqueleto, voltando pro ballet e quem sabe começando a correr. E cultivar pequenos momentos felizes todos os dias, que são o que preenchem a vida e nos fazem colocar a cabeça no travesseiro com um sorriso no rosto.

Acho que estou pronta pra mais esse desafio, pode vir com tudo 2015 que eu pretendo fazer de você um ano maravilhoso!

RELATED POSTS